sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Mano Menezes é demitido e não comanda mais a seleção brasileira



Técnico Mano Menezes deixa o gramado de La Bombonera acompanhado por policiais

O técnico Mano Menezes foi demitido no comando da seleção brasileira na tarde desta sexta-feira. O UOL Esporte apurou que a decisão sobre a saída do treinador já havia sido comunicada pela cúpula da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), via SMS, a outros integrantes da comissão técnica, como Carlinhos Neves, preparador físico do Atlético-MG. O substituto será divulgado em janeiro de 2013.
A entidade confirmou a informação em nota divulgada às 16h45 e acrescentou que toda a comissão técnica foi dissolvida. Andrés Sanchez, inclusive, afirmou que Rodrigo Paiva, ex-diretor de comunicação, também foi demitido. Paiva, em contato com a reportagem, não confirmou e disse que Marin e Marco Polo Del Nero o garantiram no cargo. A nova comissão chegará junto com o novo treinador no começo do ano que vem.
A decisão foi tomada em reunião realizada na FPF (Federação Paulista de Futebol) com o presidente da entidade, Marco Polo del Nero, e o mandatário da CBF, José Maria Marin. Mano assumiu a seleção brasileira logo após a Copa do Mundo de 2010.
Segundo o Blog do Quesada, o diretor de seleções da CBF, Andrés Sanchez, foi voto vencido e não conseguiu demover a decisão da dupla Marin-Del Nero. O presidente da entidade e o fiel escudeiro desde o início não esconderam a insatisfação com o treinador e a intenção de mudar o comando da seleção.
O blog informou ainda que pelo menos três nomes agradavam mais que Mano: o pentacampeão Luiz Felipe Scolari, Vanderlei Luxemburgo e Muricy Ramalho.
O ex-técnico do Palmeiras está desempregado desde que deixou o comando da equipe alviverde e teve contribuição importante para o rebaixamento do clube para à Série B do Campeonato Brasileiro.
Já Muricy, cujo contrato com o Santos vai até o fim de 2013, manteve uma cláusula que lhe permite ser liberado para a seleção brasileira sem pagamento de multa rescisória.
Vanderlei Luxemburgo teve boa temporada, mas acaba de renovar seu vínculo com o Grêmio para a próxima temporada.
UOL Esporte também apurou que Andrés, entusiasta do trabalho de Mano na seleção, deve seguir por enquanto como diretor de seleções, apesar da diferença de pensamento com Del Nero e Marin. Andrés, porém, não se mostrou firme no cargo em coletiva de imprensa após a reunião da demissão. 
Mano disputou 33 partidas a frente da seleção brasileira, e teve 21 vitórias, seis empates e seis derrotas, o que dá um aproveitamento de 69,69% (69 pontos de 99 disputados).

MANO MENEZES NA SELEÇÃO

JOGOS33
VITÓRIAS21
EMPATES6
DERROTAS6
APROVEITAMENTO69,69%
Agora, o novo treinador terá que assumir o time a seis meses do início da Copa das Confederações. Para Marin, mais que o torneio de 2013, a preparação deve ser focada para junho de 2014, data do começo da Copa do Mundo no Brasil. 
Leão havia sido o último demitido

Antes de Mano Menezes, o último técnico demitido no meio de um trabalho na seleção brasileira foi Emerson Leão, após fiasco na Copa das Confederações de 2001, quando perdeu para a Austrália e ficou na quarta colocação.
 
Naquela oportunidade, o hoje desempregado técnico não ficou nem um ano à frente do cargo. Substituiu Vanderlei Luxemburgo, que havia sido demitido depois dos Jogos Olímpicos de 2000.

Depois de Leão, Luiz Felipe Scolari assumiu o cargo e foi até a Copa do Mundo de 2002, quando foi campeão. Quis sair para assumir o comando da seleção portuguesa. Foi substituído por Carlos Alberto Parreira, que fez trabalho de quatro anos, até o fim da Copa de 2006.
Depois do tetracampeão, Dunga assumiu o comando e foi até o final da Copa de 2010, sendo substituído por Mano.
fonte:http://copadomundo.uol.com.br

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Dezenas de pessoas “abraçam” o Atheneu e clamam por reforma urgente na escola


Roberto Campello


Às vésperas de completar 179 anos de existência, no dia 3 de fevereiro de 2013, a Escola Estadual Atheneu Norte-rio-grandense sofre com o abandono e descaso do poder público. A escola mais tradicional do Rio Grande do Norte hoje está em ruínas, caindo aos pedaços e sem previsão de reforma. Diante dessa situação foi criado o movimento ‘Salve o Atheneu’, formado por alunos, ex-alunos, professores, funcionários e simpatizantes da causa. Na manhã desta terça-feira (20), dezenas de pessoas se reuniram em frente à escola e realizaram um abraço simbólico à instituição. Este foi o primeiro passo na luta por melhorias pela escola e pela educação do RN. O movimento uniu a nova geração e ex-alunos que estudaram na instituição nos tempos áureos da escola.
De acordo com Naldemir Saraiva, pedagoga, bibliotecária e presidente da Associação dos Ex-Alunos do Atheneu, a associação foi reativada, após 21 anos sem atividades, como forma de divulgar a real situação da escola e cobrar melhorias dos órgãos competentes para “evitar que o Atheneu morra”, com ações não apenas para a instituição, mas também para a educação do Estado.
“Através do Atheneu surgiu a educação do Estado, que surgiu a política também, pois grandes nomes de prestígio da política local e nacional passaram pela escola. E também foi a partir do Atheneu que surgiu a imprensa, através do jornal O Natalense, feito pelo próprio fundador da escola, Basílio Quaresma Torreão. Por todos esses motivos e pela importância histórica, cultural e referência de ensino não podemos deixar que o Atheneu seja vítima do descaso público”, destacou a presidente.
Naldemir Saraiva conta que há dois anos começou a denunciar os problemas enfrentados pela escola, como janelas e portas quebradas, paredes com infiltrações e com rachaduras. Os problemas pelos quais o Atheneu passa são inúmeros e começam na entrada da escola. A fachada do prédio está descascando, possui rachaduras e os bancos estão quebrados. A presidente da Associação conta que a situação piora ao entrar no prédio. Praticamente todas as 21 salas apresentam algum tipo de problema. Algumas estão com as portas quebradas, outras com os vidros das janelas quebrados, um perigo para os estudantes.
“Denunciamos para que o Atheneu passe a ser visto de outra maneira e que as autoridades tenham coragem de fazer algo pela escola. Mas, nesses dois anos de luta nada foi feito. Escutamos apenas promessas. A própria governadora visitou a escola no início do ano, prometeu uma grande reforma, mas nada fez. Queremos que o Atheneu volte a ser referência na qualidade de ensino, com atividades culturais e recreativas”, afirmou Naldemir Saraiva.
A presidente da Associação dos Ex-Alunos do Atheneu conta que o abraço simbólico realizado na manhã de hoje foi apenas o primeiro passo na luta pelo resgate da escola. Naldemir conta que os próximos passos serão audiências com a governadora Rosalba Ciarlini e com a secretária de Educação, Betânia Ramalho. “Espero que essa união de forças em prol do Atheneu e a reação da sociedade que se fez presente neste evento possa sensibilizar as autoridades a resolver os problemas da escola”, afirmou Naldemir Saraiva.
Kátia Azevedo estudou no Atheneu na década de 70. Formou-se em Letras em 1985 e no ano seguinte retornou à ‘casa’ e começou a lecionar no Atheneu, inicialmente Português, depois Inglês e Espanhol.  Hoje ela é aposentada, mas ao todo, foram 25 anos dedicados à instituição de ensino, que ela fala com amor e carinho. “O Atheneu foi minha primeira casa durante 25 anos, pois passava mais tempo aqui do que na minha própria residência. Presenciei várias transformações no Atheneu que vai de uma escola forte com apoio governamental para hoje uma escola abandonada. Para quem dedicou um terço da vida a escola, é muito triste ver o Atheneu agonizando por socorro, mas ainda há esperança e sabemos que é possível resgatá-lo”, afirmou.
A curiosidade por uma escola histórica que abriu nomes de relevância nacional, como Luís da Câmara Cascudo, Daladier da Cunha Lima, Wilma de Faria e Café Filho, que chegou a ser presidente da República, levou as estudantes Kaline Cordeiro, 17 anos, e Keila Santos, 15 anos a querer estudar na escola. “Mesmo com todos os problemas, que sabíamos que existiam, queria fazer parte de uma escola tão importante para a história do nosso Estado e não estou arrependida de ter escolhido o Atheneu como minha escola. Vale a pena se engajar numa luta dessa por melhoria, pois a escola merece”, disse a estudante Kaline Cordeiro, do 2º ano do Ensino Médio.
Atualmente a escola possui 1,8 mil alunos divididos nos turnos matutino e vespertino. Desde 2011 que o turno da noite não é oferecido. O motivo é a falta de alunos. “Há dez anos a realidade era outra totalmente diferente. Tínhamos quase quatro mil alunos e funcionávamos nos três turnos”, destacou. Ela conta que o laboratório de Biologia está desativado, o de Informática funciona em apenas um horário e o laboratório de Química e Física foi transformado na cozinha da escola. “Mesmo com todos esses problemas, o Atheneu tem um contexto e importância histórica que não pode ser esquecida nem abandonada. Sempre defenderemos o Atheneu, pois sabemos o potencial e o que a escola ainda pode oferecer à comunidade”, afirmou.
A falta de estrutura física da escola não se resume aos corredores e salas de aula. Outro ponto bastante crítico são os espaços destinados à prática de esporte. Segundo os estudantes, no ginásio, que fica nos fundos da escola, os refletores estão com problemas e o teto com goteiras. “Quando chove, o ginásio mais parece uma piscina de tanta água acumulada. Fizeram uma cotinha e nós conseguimos comprar redes para as traves, apitos e cartões porque não tem nada na escola”, disse Gustavo Freire, estudante do 2º ano do Ensino Médio.
Reforma
A Secretaria de Estado da Educação também participou do abraço simbólico ao Atheneu. De acordo com a secretária Betânia Ramalho, o Governo havia planejado reformar o Atheneu e outras grandes escolas de Natal este ano, com recursos próprios, mas priorizou o pagamento do reajuste de 63,77% concedido aos professores, o que comprometeu a capacidade de investimentos da Seec.
“Considerando que os recursos para investimentos foram aprovados pelo Plano de Ações Articuladas (PAR), do Governo Federal, a reforma do Atheneu será realizada em 2013. A escola não é reformada há mais de 10 anos e precisa passar por uma verdadeira reforma, bem completa, o que exige um investimento muito alto.”
Betânia Ramalho diz que os problemas da escola vão além da infraestrutura. “Já estamos trabalhando também para melhorar o pedagógico. E nesse ponto precisamos do comprometimento total dos professores e da direção, pois a Secretaria sozinha não é capaz de resolver os problemas de gestão da escola e dos conteúdos curriculares, responsabilidade do corpo docente”, pontua a secretária.
Ela ressalta que em 2012, foram implantadas no Atheneu, em parceria com a Escola Agrícola de Jundiaí, da UFRN, 22 turmas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec), do Governo Federal, atendendo a mais de 500 alunos da escola. Através dele, a Secretaria de Educação tem oferecido aos alunos do Atheneu cursos de inglês, eletricista predial, informações turísticas, atendente de nutrição, auxiliar administrativo, cuidador de idoso, agente de combate a endemias, operador de águas e efluentes e técnico em guia de turismo. “A implantação desses cursos foi um passo importante para começarmos a reverter o quadro que encontramos no início da gestão”, destacou a secretária.
Betânia Ramalho diz ainda que as conversas com a nova diretora da escola, Severina Targino, eleita no último dia 13 de novembro, já foram iniciadas. Estão sendo discutidas melhorias no processo de Ensino e Aprendizagem dos alunos do Atheneu e para isso é decisivo o envolvimento da direção, dos professores, alunos e familiares.
“Vamos implantar um grande programa de resgate do prestígio do Atheneu. Aqui eu faço uma convocação para que, juntos, Governo do Estado, comunidade escolar, ex-alunos, entidades interessadas e sociedade em geral, possam contribuir para o resgate do valor histórico que o Atheneu tem para a Educação de Natal e do Rio Grande do Norte. A Secretaria de Estado da Educação está engajada nesse propósito, mas a luta é de todos, pois foram muitos os anos de abandono”, concluiu Betânia Ramalho.
Além do Atheneu, escolas tradicionais de Natal como Winston Churchill, Anísio Teixeira, Varela Barca, Francisco Ivo Cavalcanti e Padre Miguelinho deverão ser reformadas e com intervenções pedagógicas para elevar a qualidade da Educação.

domingo, 11 de novembro de 2012

Aos 61 anos, morre o ator e diretor Marcos Paulo


Diretor responsável por um dos núcleos de programas da Rede Globo, ele lutava contra um câncer no esôfago desde maio de 2011

O diretor Marcos Paulo está em tratamento contra câncer no esôfago
Marcos Paulo estava em tratamento contra um câncer desde maio de 2011 (TV Globo/Divulgação/João Miguel Júnior)
Passado pouco mais de um ano após ter diagnosticado um câncer no esôfago, o ator e diretor Marcos Paulo, da Rede Globo, morreu na noite deste domingo em sua casa no Rio de Janeiro. A causa do falecimento foi embolia pulmonar.
Segundo comunicado divulgado pela Central Globo de Comunicação em maio de 2011, quando o diretor descobriu o tumor em exames de rotina, foi dado início imediato ao tratamento.
Marcos Paulo era paulistano, nascido em 1º de março de 1951, e passou boa parte de sua vida no Bixiga – bairro conhecido pela boemia e pelas marcas da imigração na cidade de São Paulo. Ele era filho adotivo do ator e diretor Vicente Sesso, o que lhe garantiu contato precoce com a TV.
Sua carreira artística na televisão começou com a interpretação. Como ator, desde 1967, fez diversas novelas de sucesso, como “Gabriela” (1975), "Sinhá moça" (1986) e “Tieta” (1989). Um personagem marcante de sua carreira foi o primo Basílio, do romance homônimo de Eça de Queiroz, que foi transportado pela Globo para a TV, no formato de minissérie, em 1988.
Seu primeiro trabalho como diretor foi na novela “Dancin’ days” (1978). Com o passar dos anos, Marcos Paulo evoluiu profissionalmente dentro da Rede Globo, tornando-se o responsável por um dos núcleos de direção de programas da emissora. No cargo, ele produziu ao longo de 24 anos, além de novelas, a série “Malhação”, especiais de fim de ano, o humorístico “Os caras de pau”, entre outros programas.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

mensagem de final de semana.

Ele encantou o mundo e também o fez sorrir...leia uma das mensagens que  ele deixou:

- Sorria...
(Charles Chaplin)

Sorria... Mas não se esconda atrás desse sorriso...
Mostre aquilo que você é, sem medo.
Existem pessoas que sonham com o seu sorriso, assim como eu.
Viva! Tente! A vida não passa de uma tentativa.
Ame acima de tudo, ame a tudo e a todos.
Procure o que há de bom em tudo e em todos.
Não faça dos defeitos uma distancia, e sim, uma aproximação.
Aceite! A vida, as pessoas, faça delas a sua razão de viver.
Entenda! Entenda as pessoas que pensam diferente de você, não as reprove.
Olhe... Olhe a sua volta, quantos amigos...
Você já tornou alguém feliz hoje?
Ou fez alguém sofrer com o seu egoísmo?
Não corra. Para que tanta pressa? Corra apenas para dentro de você.
Sonhe! Mas não prejudique ninguém e não transforme seu sonho em fuga.
Acredite! Espere! Sempre haverá uma saída, sempre brilhará uma estrela.
Chore! Lute! Faça aquilo que gosta, sinta o que há dentro de você.
Ouça... Escute o que as outras pessoas têm a dizer, é importante.
Suba... faça dos obstáculos degraus para aquilo que você acha supremo, mas não esqueça daqueles que não conseguem subir a escada da vida.
Descubra aquilo que há de bom dentro de você.
Procure acima de tudo ser gente, não vá embora.
Eu preciso dizer-lhe que... te adoro, simplesmente porque você existe.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Câmara vira as costas para a Educação pública


A CNTE lamenta, profundamente, a decisão do plenário da Câmara dos Deputados que rejeitou, nesta terça-feira (6), o substitutivo do dep. Carlos Zarattini prevendo a destinação de 100% dos royalties do petróleo para a educação.
O descompromisso do Congresso Nacional com a universalização e a qualidade da educação pública revela os bastidores de uma luta de classes intensa, em que as elites nacionais continuam a ditar as regras no parlamento.
Todo o processo de discussão e votação dos royalties foi liderado pela oposição, revelando a falta de coordenação política do Governo, que foi quem propôs destinar os recursos para a educação.
Neste momento, a expectativa de cumprimento da meta 20 do PNE, que estabelece o investimento mínimo de 10% do PIB na educação, corre sério risco de não ser cumprida.
Nosso trabalho, daqui para frente, será de buscar a regulamentação desses mesmos recursos dos royalties, além de outros, no processo de instituição do Regime de Cooperação Financeira que visa dar sustentação ao Custo Aluno Qualidade (CAQ).
No próximo ano, os estados e municípios não produtores de petróleo receberão recursos extras dos royalties na ordem de R$ 8 bilhões. E a CNTE e seus sindicatos filiados cobrarão mais investimentos na educação, a começar pelo cumprimento integral da Lei do Piso do Magistério.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Dilma homenageia Luiz Gonzaga em entrega da Ordem do Mérito Cultural


|
Comentários
Dilma Rousseff (Foto: Antonio Cruz/ABr)
Espaço de lançamento de programas governamentais com autoridades da política e da economia, o Salão Nobre do Palácio do Planalto foi ocupado nesta segunda-feira (5) por artistas e intelectuais durante a entrega da Ordem do Mérito Cultural. No total, foram 41 premiados entre intelectuais e instituições.

Todos os anos, a Ordem do Mérito Cultural homenageia uma personalidade. Este ano, o escolhido foi o compositor popular e instrumentista Luiz Gonzaga, pelo centenário de seu nascimento. Mandacarus, planta comum no Nordeste, compunham a decoração e músicas interpretadas pelo Rei do Baião foram tocadas durante a cerimônia. Elba Ramalho e Chambinho do Acordeão entoaram "Asa Branca", música consagrada na voz de Gonzaga.

“Alguns dos agraciados não estão mais no nosso convívio, mas deixaram o legado que nos marca para sempre. A cultura tem a característica de ser atemporal ao mesmo tempo em que reflete o tempo histórico mais do que qualquer outra manifestação da atividade humana”, disse a presidente Dilma Rousseff. “A cultura brasileira é um mosaico muito rico de tradições, criações e inovações de diferentes etnias e costumes”, afirmou Dilma.

Entre os agraciados na edição 2012 do maior prêmio da cultura nacional estão artistas conhecidos como Elba Ramalho, Alceu Valença, Fafá de Belém e Regina Casé, o apresentador Silvio Santos e o autor de novelas Aguinaldo Silva. A apresentadora Hebe Camargo e o escritor Jorge Amado foram premiados in memoriam.

Entre as personalidades premiadas por atuar em trabalhos sociais está o cacique Almir Suruí, reconhecido internacionalmente por ter denunciado à Organização dos Estados Americanos (OEA) a exploração ilegal de madeira em terras indígenas e por lutar pelos direitos dos índios.

Dilma Rousseff (Foto: Antonio Cruz/ABr)

OMovimento Gay de Minas Gerais, o Museu Histórico Nacional, a Orquestra Popular Bomba do Hemetério e o Bloco Afro Olodum estão entre as instituições premiadas.
A lista completa dos agraciados está no site do Ministério da Cultura. A ministra Marta Suplicy destacou a dificuldade de selecionar os homenageados em um país com tantos talentos. "A dificuldade é grande, mas creio que contemplamos entre eles alguns que já são consagrados pela população e outros já notáveis pela atuação em seus segmentos."
Os premiados tiveram os nomes sugeridos por integrantes da sociedade, por meio da internet, e analisados pelo Conselho da Ordem do Mérito – formado por vários setores do governo. Mas a última palavra foi dada pela presidenta da República.
A homenagem aos agraciados com a Ordem do Mérito Cultural será encerrada com um jantar oferecido pela presidenta Dilma Rousseff nesta segunda no Palácio do Planalto.
  

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Mensagens - Dia de Finados


- Na vida
(Pablo Neruda)

Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não arrisca vestir uma cor nova e não fala com quem não conhece
Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o escuro ao invés do claro e os pingos nos "is" a um redemoinho de emoções, exatamente a que resgata o brilho nos olhos, o sorriso nos lábios e coração aos tropeços.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto, para ir atrás de um sonho.
Morre lentamente quem não se permite, pelo menos uma vez na vida, ouvir conselhos sensatos.
Morre lentamente quem não viaja, não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da sua má sorte, ou da chuva incessante.
Morre lentamente quem destrói seu amor próprio, quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem abandona um projeto antes de iniciá-lo, nunca pergunta sobre um assunto que desconhece e nem responde quando lhe perguntam sobre algo que sabe.
Evitemos a morte em suaves porções, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples ar que respiramos.

Somente com infinita paciência conseguiremos a verdadeira felicidade.



- Cemitério


O lugar mais rico deste planeta não são os campos de petróleo do Kuwait, do Iraque ou da Arábia Saudita. Nem tão pouco, as minas de ouro e diamantes da África do Sul, as minas da Rússia e as minas de prata da África. 
Embora isso seja surpreendente, os depósitos mais ricos de nosso planeta podem ser encontrados a alguns quarteirões da sua casa. Eles estão no cemitério local. Enterrados embaixo do solo. 
Dentro das paredes daqueles túmulos sagrados estão sonhos que nunca se realizaram, canções que nunca foram escritas, pinturas que nunca encheram uma tela, ideias que nunca foram compartilhadas, visões que nunca se tornaram realidade, invenções que nunca foram criadas, planos que nunca passaram da “prancheta” mental e propósitos que nunca foram realizados. 
Nossos cemitérios estão cheios de um potencial que permaneceu inerte.

Não enterre seu talento. 


Papa ganha Lamborghini e decide leiloá-lo

O Papa Francisco foi presenteado nesta quarta-feira com um modelo especial da marca de automóveis de luxo Lamborghini, de cor branca, que ...