sexta-feira, 13 de julho de 2018

EM ANGICOS MPRN COIBIU NEPOTISMO. MAS SERÁ QUE ISSO ACONTECE SOMENTE NESSE MUNICÍPIO?

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) quer coibir a prática de nepotismo em Angicos. Para isso, o MPRN emitiu duas recomendações direcionadas ao chefe do Executivo e à controladora-geral do Município para que tomem providências concretas para evitar a contratações ou futuras admissões em cargos comissionados de pessoas com linha de parentesco com autoridades reconhecidas da localidade.
A primeira recomendação orienta o Município a rescindir os contratos de trabalho dos agentes beneficiários de nepotismo listados ou exonere-os, caso ocupem cargos comissionados. Em inquérito civil instaurado no âmbito da Promotoria de Justiça de Angicos foi verificado que há pelo menos seis pessoas com relação de parentesco com secretários municipais, o que configura a prática de nepotismo.
A segunda recomendação orienta ao prefeito e à controladora-geral que declarem a nulidade dos contratos administrativos firmados com a empresa Luiz Guilherme de Souza ME e com quaisquer outras empresas ou pessoas físicas contratadas para prestar serviços à Prefeitura que tenham parentesco, até o segundo grau, afim ou consanguíneo, com o prefeito, o vice-prefeito, os vereadores e os servidores municipais, bem como às pessoas ligadas a qualquer um desses citados por matrimônio.
Por fim, o MPRN recomenda que o Município passe a exigir, seja para contratação ou admissão em cargo comissionado, assim como contratação com empresas ou pessoas físicas, um documento obrigatório a assinatura de termo negativo de parentesco pelo futuro agente público ou pelo   representante da empresa ou pela pessoa física a ser contratada.
FONTE: BLOG ROBSONCABUGI.COM.BR

quinta-feira, 28 de junho de 2018

PRE-CANDIDATURA PROFESSOR RENIER

Porque o homem do campo também precisa de apoio. O agricultor é quem nos garante soberania alimentar.




Copa do Mundo 2018: o assédio também entrou em campo

Para quem assistiu a primeira temporada da série Handmaid´s Tale – O Conto da Aia – baseada no livro homônimo da escritora canadense Margaret Atwood, o mundo distópico - no qual se passa a história - parece bastante distante. No enredo, as taxas de fertilidade caem drasticamente, uma guerra civil assola os Estados Unidos e um governo totalitário e militarizado assume o poder, fundamentado em uma teocracia cristã. Nesta nova conformação, as mulheres são completamente subjugadas. Aquelas que são férteis tornam-se prisioneiras e são designadas para engravidar de seus “donos”. Perdem sua identidade, são chamadas de “servas” e não têm permissão para trabalhar, possuir propriedades, controlar seu dinheiro ou até mesmo ler.
Num primeiro momento, a perturbação provocada pela violência da história é grande, entretanto é preciso refletir se estamos mesmo distantes do mundo criado pela autora.
As demonstrações públicas de assédio na Rússia, escancaram o machismo e a misoginia. Homens que assediam e humilham mulheres reduzindo-as basicamente a uma genitália, pipocam em vídeos na internet. O caso dos brasileiros que enganaram uma mulher russa, a induzindo repetir uma expressão ofensiva e de baixíssimo calão causou – por enquanto - somente a demissão de um funcionário da Latam, por violação ao código de ética da corporação. Frise-se que todos os homens identificados no vídeo são “letrados”, pelo menos do ponto de vista acadêmico.
Nesta copa, as jornalistas são a face mais visível da violência, pois são gravadas. Não conseguem simplesmente exercer sua profissão, trabalhar com dignidade sem ter de se esquivar de beijos ou até mais, como o caso de uma jornalista colombiana que – além de ser beijada sem permissão por um russo - ainda teve seu seio apalpado pelo assediador. Fica difícil até de pensar no caso de outras trabalhadoras que não tem similar visibilidade.
E estes episódios não se tratam de um escorregão moral ou porque esses homens estão do outro lado planeta, em festa e cheios de bebida. Estas atitudes são reflexo sim de uma sociedade machista que não respeita as mulheres e as enxerga como uma genitália ou uma “coisa” mesmo.

Se há um solitário ponto positivo nestes acontecimentos é o fato de que pelo menos se discutiu um pouco a questão, as empresas de comunicação emitiram notas em defesa de suas trabalhadoras. Mas isto é muito pouco. A consequência para os criminosos tem de ser severa, para que o mundo imaginado pela escritora Margaret Atwood continue apenas na ficção.
Cristiane Oliveira é secretária-executiva, pós-graduanda em Direito e Processo do Trabalho, assessora da Secretaria-Geral da CTB.
Os artigos publicados na seção “Opinião Classista” não refletem necessariamente a opinião da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e são de responsabilidade de cada autor.
fonte: http://portalctb.org.br/site/noticias/opiniao/copa-do-mundo-2018-o-assedio-tambem-entrou-em-campo

Edital de Convocação da Convenção Eleitoral Nacional do PCdoB

A Comissão Política Nacional (CPN) do Comitê Central (CC), convoca a Convenção Eleitoral do PCdoB para ocorrer no dia 1º de agosto de 2018, das 10 horas e às 18 horas, na Câmara dos Deputados, auditório Nereu Ramos, em Brasília-DF.
De acordo com o Edital, o encontro determinará se o PCdoB lançará candidato (a) à Presidência da República e seu vice, ou participação em coligação nacional para as eleições, além dos pontos programáticos do PCdoB para as eleições de outubro.
Ainda segundo o documento, o voto será aberto, único e intransferível, realizado por membros do Comitê Central e por delegados (as) indicados, até o dia 25 de julho deste ano, pelos comitês estaduais e do Distrito Federal.
Atendendo ao regimento interno, este edital está sendo publicado no portal institucional do Partido e no Diário Oficial da União.
Segue a íntegra do documento abaixo:
Edital de Convocação da Convenção Eleitoral Nacional do Partido Comunista do Brasil – PCdoB
Comissão Política Nacional do Comitê Central do Partido Comunista do Brasil, no exercício de suas atribuições previstas no art. 15 e na alínea “a” do art. 23 do Estatuto do PCdoB e no art. 3º, “b”, do Regimento Interno do PCdoB, tendo presente o que estabelecem os artigos 25 e 29, do Estatuto do Partido Comunista do Brasil – PCdoB, CONVOCA a Convenção Eleitoral Nacional do PCdoB, para realizar-se no dia 1º de agosto de 2018 (quarta-feira), com início a partir das 10 horas e término às 18 horas, no auditório Nereu Ramos na Câmara dos Deputados, Praça dos Três Poderes, Brasília, Distrito Federal, de acordo com o que estabelece o presente Edital:
Art. 1º A Ordem do Dia da Convenção Eleitoral Nacional do PCdoB convocada nos termos deste Edital será constituída dos seguintes temas:
  1. Deliberação sobre os(as) candidatos(as) a Presidente(a) e Vice-Presidente(a) da República, para a eleição de 7 de outubro de 2018;
  2. Participação em coligação nacional para a eleição de Presidente(a) e Vice-Presidente(a) da República na eleição de 7 de outubro de 2018;
III. Pontos programáticos do PCdoB para as eleições de 2018;
  1. Delegação à Comissão Política Nacional para deliberar sobre os temas constantes dos incisos I e II deste artigo, após a realização da Convenção Eleitoral Nacional.
Art. 2º – A Convenção Eleitoral Nacional deliberará mediante voto aberto, único e intransferível, por maioria simples dos presentes e será constituída:
  1. Pelos membros do Comitê Central;
  2. Por delegados(as) indicados(as) pelos Comitês Estaduais e do Distrito Federal.
Parágrafo Único – Cada Comitê Estadual e do Distrito Federal poderá indicar delegados(as), em reunião de seu Comitê Estadual e do Distrito Federal ou de sua Comissão Política, que deverão realizar-se até o dia 25 de julho de 2018 (quarta-feira), lavrando-se em ata suas decisões, respeitando o número de dirigentes eleitos nas Conferências Estaduais realizadas em 2017 e o quantitativo de Delegados(as) previstos no Anexo deste Edital.
Art. 3º O presente Edital será publicado no Diário Oficial da União e será divulgado no Portal do PCdoB (www.pcdob.org.br), em página eletrônica disponibilizada na rede mundial de computadores.
São Paulo – SP, 8 de junho de 2018.
Luciana Barbosa de Oliveira Santos
Presidenta Nacional do Partido Comunista do Brasil – PCdoB
Anexo documento com o Número de delegados por estado

sábado, 16 de junho de 2018

FUTEBOL - SOBRE COPAS DO MUNDO

Zito e Pelé, sem piercing, sem dois milhões de tatuagens no corpo, sem cabelinho moicano, sem brinquinhos nas orelhas, sem salários de 6 dígitos, sem empresários leoninos, em uma rua qualquer de Estocolmo, durante a copa de 1958. Apenas dois gênios do futebol, flanando, sem seguranças pessoais e que trouxeram a primeira copa do mundo para o Brasil.

EM ANGICOS MPRN COIBIU NEPOTISMO. MAS SERÁ QUE ISSO ACONTECE SOMENTE NESSE MUNICÍPIO?

MPRN expede recomendações para coibir nepotismo em Angicos O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) quer coibir a prática ...