segunda-feira, 30 de julho de 2012

TRE-RN cassa mandatos de prefeitos de Lajes e Passa e Fica por infidelidade partidária

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte julgou procedente duas ações de perda de cargo eletivo por desfiliação partidária sem justa causa, ajuizadas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), contra os prefeitos Pedro Augusto Lisboa, do município de Passa e Fica, e Luiz Benes Leocádio de Araújo, de Lajes. Ambos foram eleitos pelo PP e trocaram pelo PMDB. 
Assumirão as prefeituras os respectivos vice-prefeitos. No entanto, Benes e Pepeu não estão impedidos de disputar o pleito majoritário deste ano em seus municípios. 
Os prefeitos perderam os mandatos porque a Corte não reconheceu ocorrência de motivos que estivessem abrangidos pelas possibilidades de desfiliação sem perda do mandato previstas na Resolução 22.610/2007, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na ação proveniente de Passa e Fica, o prefeito Pedro Augusto Lisboa alegou que trocou de partido por ter sofrido grave discriminação pessoal, em razão da perseguição política do atual presidente estadual do PP, vereador Sérgio Andrade, além de total desorganização partidária e mudança constante de comissão provisória do diretório estadual. 
Pedro Augusto alegou, ainda, que representantes do partido teriam se mobilizado para tentar regularizar a sua situação, mas não conseguiram, e que o Presidente Nacional do PP teria autorizado a saída de todos os prefeitos e vereadores insatisfeitos. 
No entanto, os juízes não consideraram motivação suficiente para a mudança de sigla. No caso do município de Lajes, o prefeito disse que pediu desligamento do partido em virtude de instabilidade causada pelas sucessivas mudanças de comando do PP, através de sua Comissão Executiva Provisória Estadual do RN, e que o partido não estava lhe dando apoio político, nem ao seu grupo político. 
Argumentou ainda que o Partido Progressista além de ser desorganizado e não respeitar os seus filiados entregou a direção estadual a pessoas que não eram comprometidas com o crescimento da representação democrática, o que teria criado um clima insustentável e de antagonismo político. Mas o argumento também não foi acatado.
fonte:www.diáriodenatal.com.br

Fátima e Mineiro são recebidos por Lula

A deputada federal Fátima Bezerra e o deputado estadual Fernando Mineiro participaram nesta segunda-feira (30) de café da manhã com o ex-presidente Lula, em São Paulo. O evento reuniu os candidatos a prefeito(a) das capitais e demais cidades com mais de 150 mil habitantes.
A agenda de Fátima, coordenadora da campanha majoritária do PT Natal, e de Mineiro, candidato a prefeito da capital Potiguar, começou cedo com o café da manhã com a presença do ex-presidente Lula. Ainda em São Paulo, Fátima e Mineiro terão reunião com o presidente do PT Nacional, Rui Falcão.
Na pauta: eleições em Natal e no Rio Grande do Norte.

sábado, 28 de julho de 2012

Governo convoca 944 professores concursados

A edição deste sábado (28) do Diário Oficial do Estado publica a lista dos 944 professores concursados nomeados pelo Governo do Estado.
Serão convocados 372 professores para 1ª e 2ª Dired´s, regionais Natal e Parnamirim, que juntas englobam 16 municípios; 255 para 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 16ª Dired´s, regionais Nova Cruz, São Paulo do Potengi, Ceará-Mirim, Macau e João Câmara, que juntas agregam 54 municípios; 101 para 7ª, 9ª e 10ª Dired´s, regionais Santa Cruz, Currais Novos e Caicó, que juntas totalizam 31 municípios; 97 serão convocados para 8ª, 11ª e 12ª Dired´s, regionais Angicos, Assú e Mossoró, que juntas possuem 24 municípios; e 119 para 13ª, 14ª e 15ª Dired, regionais Apodi, Umarizal e Pau dos Ferros, que englobam 42 municípios.
Na área que compreende a 12a Diretoria Regional de Educação (DIRED), com sede em Mossoró, foram convocados 94 professores nas disciplinas de Arte, Educação Física, Geografia, História, Física, Língua Inglesa, Língua Espanhola e Lígua Portuguesa.

Veja lista de convocados AQUI.
Veja número de convocados por Direds AQUI.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Eleitor exerce papel fundamental na fiscalização das eleições

Sonho de consumo de qualquer candidato, o eleitor deve desempenhar um papel fundamental em todo o processo eleitoral: o de fiscal das eleições.
Por mais que a Justiça Eleitoral esteja presente em todo o território nacional, ela não consegue cobrir ao mesmo tempo os 5.568 municípios do país, onde serão eleitos prefeitos e vereadores este ano.
A Justiça Eleitoral tem estimulado a participação do eleitor no trabalho de fiscalização do pleito. A colaboração é bem-vinda porque ajuda na lisura das eleições. 
Envolver o eleitor no processo de fiscalização não é tarefa fácil. Afinal, ele é tratado como mercadoria por boa parte dos políticos e alvo de todo tipo de artimanha para fraudar a eleição. A compra de votos, por exemplo, é crime que a Justiça Eleitoral tenta inibir, mas não consegue evitar.
Se o eleitor vir um cartaz colado em uma árvore, ele pode acionar a Justiça Eleitoral. Se algum candidato fizer propaganda fora das regras estabelecidas pela lei, idem. Se alguém oferecer alguma vantagem ao eleitor em troca do voto, também deve ser denunciado.
Todos os tribunais regionais eleitorais, incluindo o do Rio Grande do Norte, disponibilizam sites e ouvidorias para receber as reclamações ou denúncias do cidadão. No TSE, existe uma Central do Eleitor.
No Rio de Janeiro, por exemplo, o TRE desenvolveu um sistema que permite ao eleitor fotografar irregularidades e enviá-las ao órgão para que sejam tomadas as providências cabíveis. Isso é muito bom! Deveria ser seguido por todos os TRE's.
Nas eleições municipais, o juiz eleitoral de cada cidade tem papel fundamental na fiscalização do processo. Ele é responsável por receber as denúncias e aplicar as penalidades. 
A comunicação ou denúncia à Justiça Eleitoral também pode ser feita por e-mail e diretamente ao promotor de Justiça Eleitoral. 
Além dos canais disponíveis no âmbito da Justiça eleitoral, o cidadão também pode fazer denúncias às polícias Civil e Militar.
Não seja besta, caro eleitor. Se vir alguma coisa errada, denuncie. A sociedade agradece e você acaba beneficiado por colaborar com a lisura das eleições. Quanto mais o povo fechar o cerco contra os maus políticos, melhor.

terça-feira, 24 de julho de 2012

NÃO SE TRATA DE SAUDOSISMO...MAS LEMBRAR QUE A LUTA CONTINUA

O interessante de uma fotografia é que ela registra um ou vários momentos que, às vezes, se apagam na memória ou não lhe atribuímos o devido significado. Revendo algumas fotos, vejo que não neguei minha categoria em nenhum momento, isso me orgulha. E me ocorre lembrar um trecho de uma letra de Chico Buarque  " Hoje você é que manda/Falou tá falado/ Não tem discussão...Quero ver o que vai dizer/ Quando o Sol nascer/Sem te pedir licença..."  ( na foto acima, estou em defesa dos trabalhadores e trabalhadoras em educação de Lajes; nas fotos abaixo, em atividade juntamente com Erinaldo e categoria ...numa delas, em reunião com secretária de educação e assessoria jurídica da prefeitura, quando em discussão/negociação o  cumprimento da Lei do Piso).




                         

                              Na secretaria de educação =
  




= No mercado com a categoria

domingo, 22 de julho de 2012

MENSAGEM

É tempo de Força para Renovar, sem medo de cara feia, chegou a hora de pensar, avaliar, refletir e oportunizar novos nomes na política deste município, nomes que representem verdadeiramente renovação (com competência, preparo, compromisso, responsabilidade, espírito público). O alicerce dessa mudança constrói-se hoje. Urge o tempo e com ele a inadiável necessidade de reação à realidade ora imposta. É uma vergonha que se sobreponham às necessidades  do povo deste município outros interesses que em nada contribuem para o desenvolvimento econômico-político- social desta terra que, apesar de geograficamente situada no sertão, tem muito  potencial para crescer em tais aspectos.Deve-se recusar rigorosamente ao fatalismo quietista do nada pode-se fazer, do cruzar os braços, de que tudo é natural. A população não mais aceita  e está cansada de uma política de saúde, de educação e de segurança(apesar do compromisso e esforço dos profissionais dessas áreas)que não atende aos seus anseios. Os danos causados, principalmente nestas áreas, são irreversíveis; uma vez que nelas se trabalha com gente. É preciso qualidade nos serviços prestados e isso passa por condições de trabalho, profissionais bem remunerados e bem capacitados. É necessário buscar meios de sobrevivência para nossa gente quando, a partir do fruto do seu trabalho, possa viver dignamente, tendo a possibilidade de projetar o futuro. É urgente que se quebre o quadrilátero de mesmice que existe na política deste município onde se empalidece  a principal característica do nordestino que é a ESPERANÇA. É preciso humildade para se ouvir a sociedade civil. Portanto, conterrâneos, vamos juntos escrever uma nova história política neste município. Abram-se os olhos e vejam a verdadeira possibilidade de mudança.

 Professor Renier Luiz Martins Mendes

Primeira via da carteira de identidade será gratuita em todo o país

A partir desta quinta-feira (19), a emissão da primeira via da carteira de identidade será gratuita em todo o território nacional. A determinação está na lei sancionada pela presidente Dilma Rousseff e publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União.
A emissão da segunda via do documento, porém, pode ser cobrada e a taxa, determinada pela legislação de cada estado. Atualmente, alguns estados já isentam o cidadão do pagamento da primeira identidade como o Rio de Janeiro e o Acre, além do Distrito Federal.
Para requerer a carteira de identidade é preciso apresentar certidão de nascimento ou de casamento. Brasileiros natos ou naturalizados e o português beneficiado pelo Estatuto da Igualdade podem obter o documento.
A lei sancionada pela presidente Dilma e pela ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, modifica a Lei no 7.116, de 29 de agosto de 1983, que não traz expresso o direito à gratuidade.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Não falta dinheiro, falta compromisso

AQUI SE PERCEBE O MOTIVO PELO QUAL O PISO SALARIAL DOS PROFESSORES NÃO É NENHUM FAVOR; ALÉM DISSO, PAGAR O PISO É CUMPRIR A LEI.

Por Jair Ribeiro e Ana Maria Diniz(com adaptações pelo professor Renier Luiz)
  
A qualidade da educação pública no ensino fundamental e médio é de longe o maior desafio que o Brasil enfrenta. Somos um país em que cerca de 50% das crianças da 5a série em todos os Estados são semianalfabetas. Dos 3,5 milhões de alunos que ingressam no ensino médio, apenas 1,8 milhão se formam. Desses, só 10% atingem o nível esperado de aprendizado. O Brasil apresenta um dos cinco piores resultados entre os 56 países avaliados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Isso significa que, todo ano, jogamos milhões e milhões de adolescentes despreparados no mercado de trabalho, sem nenhuma perspectiva de ascensão social e econômica.
O apagão de mão de obra já é uma realidade hoje. Será muito pior no futuro.
Há mais de oito anos coordenamos uma ONG que promove a parceria entre escolas públicas e empresários – a Parceiros da Educação. Já desenvolvemos, ao longo desse período, mais de 100 parcerias com escolas, procurando sempre melhorar a qualidade de ensino delas. Além do impacto nas escolas parceiras, o contato direto com a realidade do ensino público nos trouxe uma visão bastante clara dos enormes desafios do sistema e, com isso, a oportunidade de entender e influenciar políticas públicas que poderão, aí sim, ter impacto na vida de milhares de escolas e milhões de crianças.
 Não é difícil concluir que o modelo de ensino brasileiro tem falhas. As estatísticas mostram isso. Precisamos de uma verdadeira revolução na educação pública. Os Estados Unidos a fizeram em 1870, há 140 anos. Em uma década, eles dobraram o investimento na educação pública e universalizaram o ensino. Em 1900, eliminaram o analfabetismo. Em 1910, todas as crianças tinham acesso à escola de período semi-integral. Outro exemplo é a Coreia. Na década de 1970, a Coreia iniciou uma verdadeira transformação na qualidade da educação pública e fez dela prioridade. O resultado se mostrou pelo salto do Produto Interno Bruto (PIB), indicador da geração de riquezas. O PIB, antes inferior ao do Brasil, passou para patamar semelhante ao de países de Primeiro Mundo em menos de duas gerações. O exemplo mais recente é a China. Muito se propagandeia sobre os investimentos em infraestrutura, mas pouco se divulga sobre o enorme esforço educacional chinês, do primário ao curso de doutorado. É fantástico o que estão fazendo na China em termos de educação.
A fórmula para melhorar a educação não tem mistério. Em educação, há muita pesquisa sobre o que funciona e o que não funciona. Primeiro, é preciso que a sociedade entenda que há deficiências e cobre do poder público. Uma das razões pelas quais o país apresenta um dos piores índices do mundo na qualidade do ensino público é que há certa satisfação da população com a educação pública em geral, na medida em que existem escolas disponíveis para todas as crianças. A população, em sua maioria (notadamente a menos favorecida e titular do maior número de votos), não reconhece a péssima qualidade de nossa educação.
O primeiro passo, portanto, consiste em dar ampla divulgação à real situação da qualidade da educação básica no país, alertando a população para as mudanças de base necessárias à correção do problema.
O segundo passo é que cada Estado e prefeitura definam uma nova visão para sua Secretaria da Educação. Mas que seja uma visão arrojada, ambiciosa, que inspire seus stakeholders a sair do gerúndio e a efetivamente buscar um salto qualitativo na realidade de nossas escolas[...]
Investir nos professores – a qualificação desses profisisonais é o fator que mais influencia no aprendizado dos alunos. Por isso, é preciso atualizar os cursos de pedagogia para que os professores, mais que dominar o conteúdo, estejam habilitados a conduzir atividades em sala de aula. Em paralelo, há que promover a contínua capacitação dos atuais professores, gestores e pessoal de apoio em geral, voltada para a realidade da sala de aula, do laboratório, da gestão da escola, da biblioteca, do ambiente escolar. Devem ser oferecidos aos professores materiais estruturados, com práticas de gestão em sala de aula e conteúdo nos moldes dos bons sistemas de ensino.
o magistério público atualmente é uma das carreiras menos atraentes: o salário inicial é baixo, faltam perspectivas, há problemas de infraestrutura nas escolas e a profissão está desvalorizada socialmente. Pesquisas sugerem que os melhores professores abandonam a carreira nos primeiros cinco anos de trabalho.
Para mudar esse quadro, faz-se necessário que o salário inicial seja mais atraente. É importante também que o professor se dedique em período integral a uma única escola. Com isso, ele teria mais tempo para preparar as aulas e dar apoio aos estudantes no contraturno.
 Por fim, é fundamental recuperar a imagem da profissão. Países como Cingapura e Inglaterra fizeram (e fazem continuamente) grandes esforços de marketing e relações públicas para projetar a profissão na sociedade. A Inglaterra conseguiu, em cinco anos, a partir de reformas estruturais e divulgação maciça, levar a profissão de professor da 90a entre as mais desejadas pelos estudantes para o quinto lugar.
Podemos e temos de sonhar em transformar nosso sistema de ensino num dos melhores do mundo. Dinheiro não falta. Faltam sim vontade política e competência. Precisamos colocar a educação como prioridade absoluta de Estado.

Continue lendo: revistaepoca.globo.com/ideias/noticia/2012/06/nao-falta-dinheiro-falta-compromisso.html

Repasses da Saúde serão de acordo com produtividade

Clélio Oliveira diz que recursos serão fiscalizados pelos municípios
O repasse dos R$ 10,26 milhões que o Ministério da Saúde (MS) garantiu para investimentos em cirurgias eletivas, entre os meses de junho de 2012 e 2013, não serão liberados antecipadamente e nem fundo-a-fundo aos municípios e ao Estado,  como foi o modelo usado até 2011 pelo governo federal. A partir de agora, os recursos serão liberados à medida que os procedimentos cirúrgicos forem realizados, informou o assessor técnico da Coordenadoria de Planejamento da Secretaria Estadual de Saúde Pública, Clélio de Oliveira. "Os recursos não virão diretamente para a conta única do Estado, o dinheiro está garantido, mas será pago de acordo com a produtividade", adiantou.
Alberto Leandro.O assessor técnico também informou que, depois da reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), formada por representantes do Estado e municípios, realizada ontem, serão promovidas, já a partir da próxima semana, uma série de reuniões com gestores municipais de saúde com o intuito de definir a distribuição dos recursos.
Oliveira explicou ainda, que os recursos serão distribuídos de acordo com a população de cada uma das oito regiões onde funcionam as Comissões de Intergestores Regionais (CIR), sediadas em São José de Mipibu, Mossoró, João Câmara, Caicó, Santa Cruz, Pau dos Ferros, Natal e Assu.
Segundo ele, a portaria nº 1.340 do MS, publicada no Diário Oficial da União (D.O.U) do dia 2 de julho, prevê que os R$ 10,26 milhões beneficiem usuários de todos os municípios do RN, mas também estão garantidos, à parte, outros R$ 1,43 milhões a serem investidos nos 147 municípios que têm uma parcela da população (323.014 habitantes) em situação de extrema de pobreza. "Esses recursos destinam-se exclusivamente para cirurgias de catarata", disse o asessor da Sesap.
Dos R$ 10,26 milhões, cerca de R$ 2,99 milhões são para cirurgias de catarata; R$ 3,64 milhões para procedimentos considerados prioritários, como cirurgias ortopédicas, de ouvido, próstata, varizes e correção de estrabismo; e R$ 3,63 milhões para procedimentos de média complexidade, como casos de hérnia e vesícula. "Os recursos são fiscalizados, diretamente, por auditorias dos próprios municípios, mas as comissões intergestoras também podem solicitar auditorias à Sesap, no caso de suspeita de alguma irregularidade", afirmou Oliveira.

Armando Ribeiro Gonçalves // Novo tremor de terra é registrado em barragem

Um novo tremor de terra foi registrado próximo a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, por volta das 19h32 de terça-feira. Segundo o Laboratório Sismológico da UFRN, a magnitude preliminar calculada no local é de 1.7 graus na escala Richter. A análise foi realizada com o dado obtido da estação de Riachuelo (RCBR) que registrou o tremor. No domingo, o Laboratório de Sismologia da UFRN já havia detectado, por volta das 23h51, um tremor de terra de magnitude estimada em 1.3 graus na escala Richter também na barragem.
Uma primeira análise, a partir dos registros da estação de Paraú mostrou que a atividade sísmica se encontra na parte sul do lago, próximo ao limite dos municípios de São Rafael e Jucurutu. No passado, em 1997, já foram registrados alguns eventos nessa região, mas não foi possível colocar uma rede sismográfica cercando a área.
A atividade sísmica na Barragem Armando Ribeiro é um dos casos mais conhecidos de sismicidade induzida por reservatórios no Brasil tendo vários trabalhos, dissertações de mestrado e teses de doutorado abordando esse tema. Entre os anos de 1987 e 1997 ocorreram atividades sísmicas, inclusive sendo seu aquele momento seu auge. Embora não se tenha mais um monitoramento permanente da barragem, esse evento veio a ocorrer após um longo período em que não se registravam sismos nessa região. É possível que esse evento possa estar relacionado com novas áreas sísmicas na região, ativadas pela água no reservatório.

terça-feira, 17 de julho de 2012

Quase 40% dos brasileiros com ensino superior têm nível insuficiente em leitura e escrita

Apenas 35% das pessoas com ensino médio completo podem ser consideradas plenamente alfabetizadas e 38% dos brasileiros com formação superior têm nível insuficiente em leitura e escrita. É o que apontam os resultados do Indicador do Alfabetismo Funcional (Inaf) 2011-2012, pesquisa produzida pelo Instituto Paulo Montenegro (IPM) e a organização não governamental Ação Educativa.
A pesquisa avalia, por meio de entrevistas e um teste cognitivo, a capacidade de leitura e compreensão de textos e outras tarefas básicas que dependem do domínio da leitura e escrita. A partir dos resultados, a população é dividida em quatro grupos: analfabetos, alfabetizados em nível rudimentar, alfabetizados em nível básico e plenamente alfabetizados. Criado em 2001, o Inaf é aplicado em uma amostra nacional de 2 mil pessoas entre 15 e 64 anos. 
Os resultados da última edição do Inaf mostram que apenas 26% da população podem ser consideradas plenamente alfabetizadas – mesmo patamar verificado em 2001, quando o indicador foi calculado pela primeira vez. Os chamados analfabetos funcionais representam 27% e a maior parte (47%) da população apresenta um nível de alfabetização básico.
“Os resultados evidenciam que o Brasil já avançou, principalmente nos níveis iniciais do alfabetismo, mas não conseguiu progressos visíveis no alcance do pleno domínio de habilidades que são hoje condição imprescindível para a inserção plena na sociedade letrada”, aponta o relatório do Inaf 2011-2012.
O estudo também indica que há uma relação entre o nível de alfabetização e a renda das famílias: à medida que a renda cresce, a proporção de alfabetizados em nível rudimentar diminui. Na população com renda familiar superior a cinco salários mínimos, 52% são considerados plenamente alfabetizados. Na outra ponta, entre as famílias que recebem até um salário por mês, apenas 8% atingem o nível pleno de alfabetização.
De acordo com o estudo, a chegada dos mais pobres ao sistema de ensino não foi acompanhada dos devidos investimentos para garantir as condições adequadas de aprendizagem. “O esforço despendido pelos governos e também pela população de se manter por mais tempo na escola básica e buscar o ensino superior não resulta nos ganhos de aprendizagem esperados. Novos estratos sociais chegam às etapas educacionais mais elevadas, mas provavelmente não gozam de condições adequadas para alcançarem os níveis mais altos de alfabetismo, que eram garantidos quando esse nível de ensino era mais elitizado. A busca de uma nova qualidade para a educação escolar em especial nos sistemas públicos de ensino deve ser concomitante ao esforço de ampliação de escala no atendimento para que a escola garanta efetivamente o direito à aprendizagem ”, afirma o relatório.
Segundo dados do IBGE e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), cerca de 30 milhões de estudantes ingressaram nos ensinos médio e superior entre 2000 e 2009. Para a diretora do IPM, Ana Lúcia Lima, o aumento foi bom, pois possibilitou a difusão da educação em vários estratos da sociedade. No entanto, a qualidade do ensino caiu por conta do crescimento acelerado.
"Algumas universidades só pegam a nata e as outras se adaptaram ao público menos qualificado por uma questão de sobrevivência", afirma. "Se houvesse demanda por conteúdos mais sofisticados, elas se adaptariam da mesma forma."
Para a coordenadora-geral da Ação Educativa, Vera Masagão, o indicativo reflete a "popularização" do ensino superior sem qualidade. "No mundo ideal, qualquer pessoa com uma boa 8ª série deveria ser capaz de ler e entender um texto ou fazer problemas com porcentagem, mas no Brasil ainda estamos longe disso."
Segundo Vera, o número de analfabetos só vai diminuir quando houver programas que estimulem a educação como trampolim para uma maior geração de renda e crescimento profissional. "Existem muitos empregos em que o adulto passa a maior parte da vida sem ler nem escrever, e isso prejudica a procura pela alfabetização", afirma. 
Confira quais são os quatro níveis de alfabetização identificados pelo Inaf 2011-2012:
Analfabetos: não conseguem realizar nem mesmo tarefas simples que envolvem a leitura de palavras e frases ainda que uma parcela destes consiga ler números familiares.
Alfabetizados em nível rudimentar: localizam uma informação explícita em textos curtos, leem e escrevem números usuais e realizam operações simples, como manusear dinheiro para o pagamento de pequenas quantias.
Alfabetizados em nível básico: leem e compreendem textos de média extensão, localizam informações mesmo com pequenas inferências, leem números na casa dos milhões, resolvem problemas envolvendo uma sequência simples de operações e têm noção de proporcionalidade.
Alfabetizados em nível pleno: leem textos mais longos, analisam e relacionam suas partes, comparam e avaliam informações, distinguem fato de opinião, realizam inferências e sínteses. Resolvem problemas que exigem maior planejamento e controle, envolvendo percentuais, proporções e cálculo de área, além de interpretar tabelas, mapas e gráficos.

fonte: revistaepoca.globo.com/Sociedade/noticia

Brasil tem os maiores juros de cartão de crédito da América Latina, diz pesquisa

Os juros cobrados no cartão de crédito no Brasil são os maiores da América Latina, de acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira (17) pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (ProTeste). Por ano, o brasileiro, que efetua parte do pagamento da fatura, paga uma taxa média de 323,14%, quase seis vezes maior em comparação ao segundo colocado da lista - no caso o Peru, onde a taxa média anual é 55%.
Foram pesquisadas as taxas de juros nas operações de cartão de crédito de sete países da região. O terceiro colocado no ranking é o Chile com 54,24%, seguido pela Argentina (50%), pelo México (33,8%) e pela Venezuela (33%). Colômbia, por sua vez, apresentou a menor taxa, com 29,23%. Foram analisados, durante o mês de junho, 13 bancos e financeiras em sete países da América Latina.
Segundo Renata de Almeida, analista da associação, os indicadores econômicos dos países investigados não justificam a discrepância entre as taxas. “As diferenças econômicas não são significativas. Com isso, a gente vê que realmente as taxas aplicadas são exageradas”, diz Renata.
Para a ProTeste, os juros dos cartões de crédito deveriam seguir a trajetória da Selic, taxa básica de juros da economia, que caiu de 11% para 8,5% ao ano, de janeiro a junho. No mesmo período, em contrapartida, os juros cobrados pelos bancos cresceram de 237,9% para 323,14%. De acordo com a associação, a justificativa dos bancos brasileiros para o alto percentual é a inadimplência do consumidor.

fonte:revistaepoca.globo.com/Brasil/noticia

Congresso aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2013

O Congresso Nacional aprovou, na tarde desta terça-feira (17), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2013. A LDO define critérios para o uso de recursos públicos do governo federal no próximo ano.
Os parlamentares concordaram com o texto-base aprovado na Comissão Mista de Orçamentos (CMO), ainda nesta terça-feira, e derrubaram uma das emendas apresentadas. A emenda derrubada permitiria às empresas estatais realizar contratações, via licitação, com critérios de preços diferentes das tabelas oficiais de custos. 
No início da tarde, os congressistas da CMO já haviam retirado do texto trecho que permitia o "reajuste automático" dos salários do Legislativo e Judiciário, uma emenda do deputado João Dado (PDT-SP). O texto, no entanto, autoriza a inclusão de recursos para reajustes de salários no Orçamento de 2013.   
O texto aprovado pelo Congresso mantém a proposta do Executivo para o superávit primário - a economia do governo para pagar a dívida pública. Segundo essa proposta, o superávit primário deve ser de 3,1% do PIB, ou R$ 155,9 bilhões. A meta pode ser diminuída em até 0,9% do PIB, caso necessário.
Para o salário minímo, a LDO aprovada mantém o reajuste de 7,35%, que passa de R$ 622 para R$ 667,75 a partir de janeiro de 2013. 
Além disso, segundo o G1, o texto aprovado obriga empresas públicas, estatais, e empresas do sistema S a divulgarem os salários de seus funcionários. Serão afetadas com a medida, por exemplo, a Petrobras, Sebrae, Sesc e Senai. O objetivo é ampliar o alcance da Lei de Acesso à Informação.  
Com a aprovação da LDO, o Congresso pode entrar em recesso parlamentar nesta quarta-feira.
BC

TRE recebe 412 pedidos de registro de candidaturas a prefeito

Acorrida eleitoral finalmente começou. Além do final de semana marcado pelas movimentações eleitorais, os cartórios registraram intensa movimentação de coligações pedindo a impugnação de candidaturas adversárias. A principal razão das contestações é a Lei da Ficha Limpa, que impede as candidaturas de políticos condenados pela Justiça em último grau, por um órgão colegiado ou que tiveram suas contas rejeitadas pelos Tribunais de Contas ou Casas Legislativas, com indicação de improbidade administrativa. As candidaturas estão aguardando julgamento.
Foram solicitados ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) os registros de 412 chapas para disputar as 167 prefeituras do Estado. No total, 7.640 pessoas registraram candidatura ao cargo de vereador. No entanto, o Tribunal ainda não julgou os pedidos de registro. Só o Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a impugnação de 157 candidaturas. O número de pedidos é ainda maior quando somados os impetrados pelas próprias coligações. Os registros serão julgados pelos juízes locais. Só depois, caso alguma das partes recorra da sentença, o caso vai para o TRE.
De acordo com o calendário eleitoral, os pedidos de impugnação de candidaturas poderão ser feitos até o dia 4 de agosto. Porém, isso não impede que um candidato impugnado participe do pleito. Ele poderá concorrer sub judice até que a Justiça decida o caso. No entanto, se ao final do processo a impugnação for confirmada e o candidato tiver sido eleito, ele terá que deixar o cargo. A lista de políticos que tiveram contas rejeitadas pelo TCE, TCU ou Câmaras Municipais ultrapassa os mil nomes. Muitos candidatos concorrerão sub judice. 
A judicialização das eleições deste ano já era prevista pelos analistas políticos desde a aprovação da Lei da Ficha Limpa, que ganhou muitas interpretações. A expectativa é para que os casos que envolvem enquadramento na nova Lei sejam protelados com recursos até chegar no Superior Tribunal Federal (STF). Só após a instância máxima da Justiça brasileira deliberar sobre o assunto, haverá jurisprudência para julgar esses casos. Enquanto isso não ocorre, a campanha segue com todos os candidatos que requereram registro junto à Justiça Eleitoral.

fonte; www.diariodenatal.com.br

domingo, 15 de julho de 2012

A partir de janeiro, carro novo terá de ter rastreador

Após cinco anos de discussões, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu as regras para tornar obrigatória a presença de kits antifurto nos veículos vendidos no País. A partir de janeiro, 20% de todos os automóveis e caminhões novos terão de ter instalados sistemas de bloqueio e rastreamento. Em agosto, serão 100% dos veículos novos. Para as motos, o prazo de adequação para o total da frota vence em janeiro de 2014.
Os sistemas deverão estar instalados nos carros. Mas será opção de cada proprietário decidir se vai ou não pagar para manter o serviço de rastreamento, que deverá ser contratado em uma empresa privada do ramo. Já o bloqueio deverá vir funcional, com a opção de ser acionado diretamente pelo proprietário.
O projeto já havia sido adiado por cinco vezes. Entre os motivos, estava a falta de definição da tecnologia usada para manter a comunicação entre o carro e a central de rastreamento. A Deliberação 128 do Contran, que determinou o novo cronograma, foi publicada há duas semanas.
Cada fabricante (ou importador) de veículo terá de homologar seu modelo no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Uma busca feita no sistema do órgão mostra que cinco fabricantes já têm seus sistemas homologados. Mas ainda não há certeza quanto ao impacto que a medida trará ao preço dos carros.
Atualmente, as empresas que oferecem esses kits os comercializam por preços que variam entre R$ 200 e R$ 500, mais cerca de R$ 50 mensais pela assinatura dos serviços de rastreamento.
Uma das justificativas para a criação da medida é a possível diminuição do número de furtos de veículos e, consequentemente, do valor dos seguros.
fonte: revistaepoca.globo.com

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Demóstenes volta ao MP e poderá ganhar R$ 200 mil




Demóstenes volta ao MP e poderá ganhar R$ 200 milApós ser cassado pelo plenário do Senado na última quarta-feira, 11, Demóstenes Torres reassumiu na quinta-feira suas funções de procurador de Justiça no Ministério Público de Goiás. Com a volta ao cargo, ele poderá agora solicitar três licenças-prêmio, num total de R$ 200 mil, mais o salário de R$ 24,2 mil.
São procedimentos de praxe, segundo promotores e procuradores ouvidos pelo Estado. No caso específico de Demóstenes, quem decidirá se ele receberá ou não as licenças-prêmio será o seu irmão Benedito Torres, que ocupa o cargo de procurador-geral de Justiça do Ministério Público Estadual de Goiás.
Demóstenes precisou de cerca de 10 minutos, o tempo em que permaneceu na sala 306 do 3.º andar do edifício-sede, para confirmar o retorno ao trabalho no Ministério Público.
Ele poderá solicitar a ajuda financeira especial por meio da Parcela Autônoma de Equivalência (PAE), um pagamento legal em porções somadas ao salário, que podem variar de R$ 5 mil a R$ 10 mil ao mês.
A PAE foi aprovada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNPM) com o objetivo de restabelecer o equilíbrio entre os salários dos poderes Legislativo e Judiciário.
Na rápida passagem pelo órgão, o senador cassado driblou a imprensa que o aguardava na porta do prédio da instituição e não deu entrevistas.
Demóstenes estava licenciado desde 1999, quando deixou o MP para ocupar o cargo de secretário de Segurança Pública e Justiça de Goiás. Em 2002 ele foi eleito pela primeira vez para uma vaga de senador pelo PFL (ex-DEM). Em 2010, foi reeleito. Sua cassação foi publicada ontem pelo Diário Oficial da União (DOU). Com a cassação, Demóstenes teve seus direitos políticos suspensos por oito anos - a contar do fim do mandato parlamentar, que se encerraria em 2019 -, ficando inelegível até 2027.
Procedimento. A Corregedoria do MP goiano instaurou procedimento disciplinar para apurar "eventual falta funcional" de Demóstenes. O processo foi instaurado pelo corregedor-geral do órgão, Aylton Flávio Vechi, que já saiu de recesso.
No Ministério Público, com 300 funcionários, entre promotores e procuradores, há três linhas de avaliação sobre o futuro do senador cassado no órgão. Na primeira, ele será destituído. Na segunda será mantido. Na terceira ganhará uma advertência mas seguirá como procurador de Justiça. Demóstenes já anunciou que irá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar recuperar o mandato de senador, alengando que as provas foram obtidas ilegalmente.
A reportagem solicitou ontem à assessoria de imprensa do MP informações oficiais sobre os benefícios a que Demóstenes terá direito, mas não obteve resposta até a conclusão desta edição.
 
fonte:estadao.br.msn.com

SÓ PARA FUGIR UM POUCO DA POLÍTICA E VOCÊ SORRIR

 ENQUANTO O HOMEM AGRIDE A NATUREZA...BEBÊ CHIMPANZÉ É ADOTADO POR CACHORRO


 













FONTE:colunas.revistaepoca.globo.com/bombounaweb


quarta-feira, 11 de julho de 2012

O intrépido sacerdote




Coração do arcebispo emérito do Rio de Janeiro parou de bater aos 91 anos. Foto: Eduardo Maia/DN/D.A Press
Um dia o menino de Acari entrou numa igreja e descobriu que queria a vida religiosa. O sertanejo, nascido na pequena e pobre cidade do Seridó de nome Acari, percebeu logo que o mundo lhe traria grandes responsabilidades através de uma vida religiosa que o transformaria em celebridade. Sua saga iria muito além do Rio Grande do Norte e do Brasil, numa ascensão fulminante. A história de Dom Eugênio de Araújo Sales é uma preciosa contribuição à igreja católica brasileira, eivada de ações que ampliaram os rumos eclesiásticos e definiram os campos de atuação apostólico num período de imenso turbilhão político e social.

Arcebispo emérito do Rio de Janeiro, Dom Eugênio Sales morreu às 22h30 da segunda-feira, aos 91 anos na residência em que morava, no bairro de Sumaré, na capital carioca, vítima de uma parada cardíaca. Seu corpo foi velado na Catedral Metropolitana de São Sebastião, no Rio de Janeiro, com a realização de missas de corpo presente a cada duas horas. O cardeal será sepultado hoje às 15h na cripta da Catedral Metropolitana em local reservado aos túmulos dos sacerdotes. A cerimônia religiosa histórica terá a presença de autoridades públicas e religiosas do Brasil, além de representantes do Vaticano. Até o fechamento desta edição a Arquidiocese de Natal informou que o funeral não teria a presença de Dom Heitor Sales, irmão do arcebispo, que está em viagem à Suíça e que não conseguiu voo de volta ao Brasil.
O Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, que realizou missa por Dom Eugênio ontem na Catedral de Natal, está no Rio de Janeiro para participar da cerimônia. Os governos do Rio Grande do Norte e do Rio de Janeiro decretaram luto oficial de três dias em seus estados.

O pensamento de Dom Eugênio Sales

Democracia
"Um sistema político, por mais válido que seja, como a democracia, não pode ser padrão a ser seguido em toda matéria religiosa. Caso contrário, cairíamos no absurdo de a verdade ser resultado de uma votação. Assim, o ensinamento que tivesse mesmo um só voto a menos, de verdadeiro transformar-se-ia em erro, pelo princípio básico da maioria" (Texto "Obediência às Leis de Deus", publicado por ele em 2009)

Direitos humanos para bandidos
"Por mais de uma vez bandidos armados pararam meu carro quando eu subia para o Sumaré, no Rio. Quando viram que eu estava no carro, mandaram seguir. É sempre um susto. Eles conhecem o carro e procuram esconder armas. Entendo o sofrimento deles, mas isso não justifica seus atos. Bandidos têm que ser tratados como bandidos, não como cidadãos. Bandido tem direitos humanos. Não tem direito de ser bandido, mas não pode ser injustiçado" (Entrevista à "Folha de S.Paulo", novembro de 2010)

Fé em Deus
"Nunca. Eu nunca tive dúvidas. E vivo contente"

Homossexualismo
"Sou inteiramente contrário ao aborto e à exaltação dos homossexuais. Casamento de homem com homem é um erro. Sou contra, mas sempre digo que é importante ter paciência com as pessoas. É uma aberração da natureza. Mas não se pode jogar pedra"

Imprensa
"O natural desejo de saber as últimas notícias pode se transformar em ânsia doentia, levando os fracos de caráter a revelar episódios sem um prévio exame de sua autenticidade"

Luta contra Ditadura Militar
"Eles estavam contra a lei aqui do Brasil, pela lei do país eu não podia agir. Eles estavam infringindo a legislação, mas como bispo eu tinha o dever"

fonte: diário de natal

domingo, 8 de julho de 2012

PRE/RN cria Portal da Ficha Limpa

O portal contém dados solicitados pela Procuradoria a diversos órgãos, de acordo com os critérios definidos pela Lei da Ficha Limpa
A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio Grande do Norte (PRE/RN) disponibilizou em seu site (www.prern.mpf.gov.br) as listas de pessoas que podem se enquadrar nos critérios de inelegibilidade contidos na Lei da Ficha Limpa. Os documentos disponibilizados contêm os dados solicitados pela Procuradoria a diversos órgãos, dentre eles tribunais, câmaras municipais e órgãos profissionais.
 Com a criação deste site, a PRE/RN pretende propiciar aos promotores eleitorais das 69 zonas do estado subsídios para que possam analisar os pedidos de registro de candidatura e apreciar se há ou não hipótese de inelegibilidade, caso em que poderá ser apresentada a respectiva impugnação ao pedido de registro. Outra finalidade desejada pela PRE/RN é permitir um controle social maior por parte dos eleitores relativamente às pessoas que pretendem ocupar cargos públicos.
 Para o procurador regional eleitoral Paulo Sérgio Rocha, "a criação do Portal da Ficha Limpa, que torna públicas todas as informações recebidas pela Procuradoria Regional Eleitoral, é importante porque a um só tempo auxilia a atividade dos promotores eleitorais e permite que os eleitores possam ter mais dados a respeito das pessoas que se oferecem como candidatos. Em matéria eleitoral, quanto mais informações for dada à sociedade, melhor".
 Os dados foram tornados públicos em obediência à Lei 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação) e serão atualizados sempre que a PRE/RN receber novas informações.

CONSTA NA RELAÇÃO (tenha acesso ao processo através do link abaixo)








http://www2.prrn.mpf.gov.br/tce/406.654.294-87_LUIZ_BENES_LEOC%C3%81DIO_DE_ARA%C3%9AJO/PREF.MUN.LAJES/014737_2002_LICITA%c3%87%c3%95ES/PROCESSODIGITALIZADO_014737_2002_1.pdf

sexta-feira, 6 de julho de 2012

POPULAÇÃO E ELEITORADO DA REGIÃO CENTRAL


MUNICIPIO
POPULAÇÃO
ELEITOROES
%
CRESC
 AFONSO BEZERRA
10.867
9.585
0,407
ANGICOS
11.626
9.396
0,399
CAIÇARA DO RIO DO VENTO
2.867
3.455
0,147
FERNANDO PEDROZA
2.650
3.253
0,138
JARDIM DE ANGICOS
2.670
2.753
0,117
LAJES
 9.399
8.861
0,376
PEDRA PRETA
 2.847
2.996
0,127
PEDRO AVELINO
 8.006
6.412
0,27
OBSERVAÇÃO: 
                 Torna-se importante ressaltar que, pelo menos os dados relativos a população de Lajes não estão atualizados, já que a nossa população atualmente é de 10.381 hab. segundo o IBGE.

  Fonte: Blog a Verdade 

Papa ganha Lamborghini e decide leiloá-lo

O Papa Francisco foi presenteado nesta quarta-feira com um modelo especial da marca de automóveis de luxo Lamborghini, de cor branca, que ...