sábado, 30 de novembro de 2013

Homem X Natureza

No Alasca, um urso polar provavelmente não resistiu ao cheiro de peixe e foi atrás de uma refeição fácil, no entanto ficou preso na rede de pesca e demorou um tempo para se soltar. As imagens foram feitas pelo fotógrafo de vida selvagem Steven Kazlowski
                                                         fonte: http://noticias.uol.com.br/album/2013/11/29/bichos-da-semana.htm?abrefoto=39

LEIA, REFLITA E CONCLUA:

Dirceu ganhou emprego por “qualificação”, diz empresário

A decisão se Dirceu poderá ou não trabalhar no Saint Peter deve tomada pela VEP (Vara de Execuções Penais) em cerca de 30 dias. Foto: DivulgaçãoO empresário explicou que, descontados os impostos, o salário de R$ 20 mil que prometeu a Dirceu "chegará mais ou menos a R$ 14 mil". Empregador do ex-ministro José Dirceu no hotel Saint Peter, em Brasília, o empresário Paulo de Abreu afirmou que conheceu o petista em uma audiência no Palácio do Planalto e o contratou “pela qualificação”

“Há 90 dias estávamos procurando um gerente administrativo. Ele foi contratado pela qualificação”, disse. Segundo Abreu, eles não são amigos, o posto para gerente administrativo já existia e o último profissional no cargo foi “dispensado”. O empresário explicou que, descontados os impostos, o salário de R$ 20 mil que prometeu a Dirceu “chegará mais ou menos a R$ 14 mil”. A entrevista com Abreu foi feita, a seu pedido, por e-mail. A decisão se Dirceu poderá ou não trabalhar no Saint Peter deve tomada pela VEP (Vara de Execuções Penais) em cerca de 30 dias. Abreu falou ainda sobre a diferença de salários entre Dirceu e Valéria Linhares, que é gerente geral do hotel e será a chefe do ex-ministro. Na carteira de trabalho dela consta R$ 1.800.



Fachada do Saint Peter Hotel, onde o ex-ministro José Dirceu, será contratado para trabalhar durante o cumprimento da pena. Foto: Pedro Ladeira/Folhapress
Fachada do Saint Peter Hotel, onde o ex-ministro José Dirceu, será contratado para trabalhar durante o cumprimento da pena. Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

“O valor do salário da sra. Valéria ficará maior com a comissão que compõe sua remuneração”, disse. Abreu não respondeu quanto o hotel pagava para o gerente anterior.
Ele afirmou que políticos de vários partidos já moraram no Saint Peter. “Não só do PT, mas do PSDB, a exemplo deputado Walter Feldman [hoje no PSB], José Genoino [ex-presidente do PT].”
Abreu não explicou como ou quando conheceu Dirceu. Citou que a primeira vez que se viram foi numa audiência no “Palácio” –”e me apresentei”, disse.
Dirceu foi ministro-chefe da Casa Civil entre 2003 e 2005, no governo Lula. Ele saiu acusado de participar do esquema do mensalão. Condenado ao regime semiaberto, está preso desde o dia 15.
Procurado, o advogado de Dirceu, José Luis Oliveira Lima, não quis comentar as declarações do empresário.
Abreu diz atuar “há mais de 40 anos” no setor de telecomunicações e que suas visitas ao Ministério das Comunicações e à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) são frequentes. Este ano, esteve com o ministro Paulo Bernardo em 23 de setembro, segundo a agenda do órgão.
O ministério informou que “assim como ocorre com radiodifusores de todo o país, [Abreu] foi recebido pelo ministro em audiência para tratar de radiodifusão”.
Esta semana, a Folha mostrou que sua emissora “Top TV”, de Francisco Morato (SP), foi beneficiada, a pedido do ministério, por decisão da Anatel. Suas antenas tiveram permissão para serem instaladas na avenida Paulista, na capital, aumentando o potencial de telespectadores.
Abreu disse que trata-se de uma “emissora educativa sem fins lucrativos”.

domingo, 24 de novembro de 2013

Aniversário


 24 de novembro de 1985, nesse dia Deus me deu o meu maior presente : você, minha filha. Parabéns!

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

uma professora, uma mulher, uma nordestina, uma poetisa: Para Quem Ama Amar




 Vitória Maria Avelino da Silva Paiva atualmente é professora das escolas \estadual Pedro II e Escola Estadual Francisco de Assis Bittencourt. É graduada em Letras (UFRN), especialista no ensino de línguas estrangeiras e mestre em Linguística Aplicada (UFRN).

"Abro espaço neste blog para divulgar o trabalho dessa amiga com muito orgulho, principalmente porque sei o quanto é difícil ser esposa, professora e mulher numa região deste país onde ainda o machismo se impõe. A MULHER QUE JÁ É UMA POESIA em Para Quem Ama Amar premia-nos com poemas e nos lembra o mundo maravilhoso que as palavras podem construir." (prof Renier Luiz)






Pausa para a poesia:

 Para quem aprecia ler um belo poema, para quem a literatura também é sentimento, para quem as palavras dizem mais do que os dicionários explicitam; publico um poema da poetisa Vitória Silva Paiva, minha amiga e colega de profissão.
(Vitória Silva Paiva - Para Quem Ama amar)

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Ricardo Motta afirma que o Impeachment de Rosalba será votado

O Governo do Estado chegou a mais de 70% de desaprovação popular ainda no segundo ano de mandato da governadora Rosalba Ciarlini. Contudo, a situação difícil só se agravou este ano, quando a crise atingiu também a relação do Executivo com o Judiciário, o Legislativo e os órgãos auxiliares – Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado. E por que tanta dificuldade? Pela falta de diálogo, conforme apontou o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Ricardo Motta, do PROS.
A crise, por sinal, causou uma crise administrativa que acabou dando origem a denúncia popular feita na Assembleia Legislativa contra a administração de Rosalba Ciarlini, por crime de responsabilidade, devido ao descumprimento do Executivo com suas funções sociais e pagamento de fornecedores. A matéria, que atualmente tramita na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, vai ser votada em plenário, garante Ricardo Motta.
“É o que determina o regimento da Casa”, afirmou na tarde desta terça-feira, no RN Acontece, do jornalista Diógenes Dantas. “A votação será democrática, tanto para o afastamento, como para negar. O regimento determina que tem que ir para o plenário. Não podemos fazer juízo de valor. Temos que nos basear em parecer dos técnicos do Legislativo. No relatório da Comissão. Estamos bastante tranquilos. A Assembleia analisará sem cor partidária, sem paixão”, acrescentou o parlamentar.[...]

http://jornaldehoje.com.br/ricardo-motta-afirma-que-o-impeachment-de-rosalba-sera-votado/

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Dilma ignora prisões de mensaleiros e afaga PC do B, aliado do governo

Sem mencionar a prisão de 12 réus condenados no mensalão, a presidente Dilma Rousseff usou sua conta no Twitter no início desta noite para afagar o aliado PCdoB.
Dilma, que participa do congresso nacional da sigla, em São Paulo, ignorou a prisão de antigos aliados petistas, como o ex-ministro José Dirceu e o deputado José Genoino, e preferiu falar da aliança com a sigla.
A presidente disse que o PcdoB é o único, além do PT, que esteve ao lado do ex-presidente Lula em todas as eleições, desde 1989.
"Esta aliança se mantem sólida por tanto tempo porque há identidade nos nossos compromissos com um Brasil justo, soberano e democrático. O PCdoB compartilha comigo o desafio de governar o Brasil. Ele me ajuda com a força de sua unidade política", afirmou.
Em um afago ao ministro Aldo Rebelo (Esportes), Dilma disse que ele é o "homem do governo para a organização da Copa de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016". "O PcdoB me ajuda com a competência do ministro Aldo Rebelo", afirmou.
Mais cedo, Dilma havia usado sua conta no Twitter para afirmar que "ser presidente da República é prevenir e combater a corrupção".
"Ser a presidenta da República significa exatamente zelar e proteger a 'coisa pública', cuidar do bem comum, prevenir e combater a corrupção", comentou a presidente em sua conta no Twitter.
Apesar de não citar diretamente o mensalão, o comentário de Dilma vai ao encontro da decisão tomada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) de que os condenados do esquema de corrupção do governo Lula devem cumprir de imediato as penas dos crimes para os quais não é mais possível nenhum tipo de recurso.
Entre eles estão antigos integrantes da cúpula do PT, como o ex-ministro José Dirceu, o ex-presidente do partido José Genoino, o ex-tesoureiro Delúbio Soares e o operador do esquema, Marcos Valério.
O presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, acelerou ontem procedimentos para executar a pena dos principais condenados no julgamento do mensalão e decidiu analisar sozinho recursos pendentes, o que deve elevar o número de presos. Hoje, Barbosa expediu os mandados de prisão de 12 réus.
Feriado nacional, hoje o Brasil comemora o 124° aniversário da Proclamação da República. Em 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca proclamou a República e pôs fim ao Império.
Dilma também destacou que a palavra República significa colocar os interesses de cada Estado e de cada município acima das diferenças partidárias ou de qualquer outra espécie.
"A palavra República vem do latim e significa 'coisa pública'. Significa governar para todos, num governo do povo, pelo povo e para o povo. Significa tratar todos os governadores e prefeitos como representantes legítimos do povo, colocando os interesses de cada Estado e de cada município acima das diferenças partidárias ou de qualquer outra espécie. A orientação do meu governo é republicana e seguimos esses preceitos".

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Deputado Tomba Farias é condenado novamente e pode perder o mandato

Tomba, José Oliveira e a empresa Juacema Construções Ltda devem R$ 263.994,43 aos cofres públicos

Tomba já foi condenado só este ano em três processos, todos por improbidade administrativa de quando era prefeito. Foto: DivulgaçãoO ex-prefeito de Santa Cruz, Luiz Antônio Lourenço Farias, conhecido com “Tomba”, pode perder o cargo de deputado estadual pelo PSB e ainda inelegível por seis anos. Isso é, se a nova decisão que o condenou por improbidade administrativa for confirmada no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5). Nesta semana, a Justiça Federal do RN divulgou a terceira condenação por fraude em licitação do ex-prefeito e, novamente, o penalizou com essas sanções e, ainda, o pagamento de multa.

A nova sentença é de autoria da juíza Federal Gisele Maria Leite. Além dessas sanções de perda de cargo público e inelegibilidade, determina que deputado estadual Luiz Antônio Lourenço “Tomba” Farias, o empresário José Oliveira Ferreira e a empresa Juacema Construções Ltda devem dividir o pagamento do dano causado aos cofres públicos (R$ 263.994,43 a serem corrigidos monetariamente), bem como uma multa equivalente a um terço desse valor. Eles estão proibidos de contratar com o poder público pelo prazo de cinco anos. Para valer, porém, a decisão precisa ser confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, Corte para onde o deputado já apelou.

  http://jornaldehoje.com.br/deputado-tomba-farias-e-condenado-novamente-e-pode-perder-o-mandato/

 

Dilma veta integralmente projeto que criaria novos municípios

A presidenta Dilma Rousseff vetou integralmente o Projeto de Lei 98/2002 que criava, incorporava, fundia e desmembrava municípios. No despacho presidencial ao Congresso, publicado hoje em edição extra no Diário Oficial da União, Dilma diz que a proposta de lei devolvida ao Congresso contraria “o interesse público”. A matéria foi devolvida hoje ao presidente do Legislativo, Renan Calheiros (PMDB-AL) que terá que colocar o veto para a análise dos deputados e senadores.
Segundo o despacho presidencial, o Ministério da Fazenda ponderou que a medida expandiria “a expansão expressiva do número de municípios” o que acarretaria no aumento das despesas do Estado com a manutenção da estrutura administrativa e representativa. O ministério ponderou, ainda, que o crescimento de despesas não será acompanhado por receitas que permitam a cobertura dos novos gastos, “o que impactará negativamente a sustentabilidade fiscal e a estabilidade macroeconômica”.

Além disso, os técnicos da área econômica destacaram que, com o crescimento de municípios brasileiros, haveria uma “pulverização” na repartição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Isso, acrescentam na justificativa para o veto presidencial, acarretaria em prejuízos para as cidades menores, além de maiores dificuldades financeiras.

fonte: Agência Brasil

domingo, 10 de novembro de 2013

PT elege seu Presidente de Diretório em Lajes

Em eleição realizada durante todo o dia de domingo (10/11), os filiados ao Partido dos Trabalhadores elegeram mais uma vez Santhiago Nunes como presidente do Diretório Municipal em Lajes. 32 filiados estavam aptos a votar. 24 deles votaram na chapa do novo presidente, enquanto apenas 8 votaram na chapa do outro concorrente Aldir Ricardo.


segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Finalmente....ufa!

Dnit publica edital para obras viárias na BR-101
 

Quem utiliza a BR-101 diariamente, em especial nos horários de pico, tem que enfrentar constantes congestionamentos. No entanto, esse transtorno na entrada de Natal está com os dias contados. O Departamento Nacional de Infraestrutura e Trânsito (DNIT) lançou, no Diário Oficial da União desta segunda-feira (4), o edital de abertura do processo licitatório para contratação de empresa que vai elaborar o projeto básico e executivo das obras de melhoria do trecho da BR-101 na Grande Natal. O órgão marcou para o dia 20 de dezembro, às 10h, a entrega das propostas. As obras vão compreender uma faixa de aproximadamente 13 quilômetros, começando no Viaduto de Ponta Negra até o acesso a Pium, em Parnamirim.
A obra prevê a construção de seis viadutos e a eliminação dos semáforos ao longo da rodovia.
Os viadutos serão instalados na altura de Neopólis, no acesso à Avenida Abel Cabral, em Emaús, em frente ao Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, no semáforo de acesso à Cohabinal, e no acesso a Pium, nas proximidades da Cidade do Vaqueiro. Além disso, está previsto a instalação de um conjunto de cinco passarelas e uma passagem inferior, alcançando a Avenida Maria Lacerda, seguindo até as proximidades do Rio Pitimbu.
O edital também contemplará a realização de obras destinadas à segurança de tráfego, eliminação de pontos críticos, ampliação de vias emergenciais e construção de obras de arte especiais. A obra será viabilizada em Regime de Diferenciado de Contratação (RDC), cujo valor é sigiloso.


http://jornaldehoje.com.br/dnit-publica-edital-para-obras-viarias-na-br-101/

Assembleia pode afastar Rosalba por 180 dias para investigar administração

Está nas mãos dos deputados estaduais a decisão sobre o afastamento da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) por um período de 180 dias para apuração de crime de responsabilidade da governadora. A informação é da Procuradoria da Casa, que concluirá ainda hoje a análise sobre o pedido de impeachment de Rosalba, protocolado na semana passada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sindsaúde).
Caso o pedido seja aceito pelos deputados, Rosalba será afastada por 180 dias durante os quais um Tribunal Especial será formado. Uma comissão de cinco deputados e cinco desembargadores, presidida pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Aderson Silvino, apurará crime de responsabilidade de Rosalba Ciarlini.
Na terça-feira passada, representantes do Sindsaúde protocolaram na Assembleia Legislativa um pedido de instalação de processo de impeachment contra Rosalba. O documento, que também leva as assinaturas dos vereadores Amanda Gurgel (PSTU) e Sandro Pimentel (PSOL) – dentre outros políticos de esquerda – foi recebido pelo presidente da Casa, deputado estadual Ricardo Motta (PROS), que encaminhou para análise da Procuradoria.
A Assessoria Jurídica da AL deverá concluir ainda hoje o exame da matéria, opinando pela fundamentação ou não do pedido. Amanhã, o pedido será lido em plenário e a Mesa Diretora dará encaminhamento, que poderá ser pela votação em plenário ou envio à Comissão de Constituição e Justiça.
“Estamos analisando a fundamentação legal, se existe consistência, e vamos dar o parecer e encaminhar para o presidente”, explica a chefe da Procuradoria da Assembleia Legislativa, Rita das Mercês. Ela acrescenta que, havendo acolhimento do parecer da Procuradoria, o plenário – formado por 24 deputados – decidirá se acata ou não.
“Em o plenário acatando, de imediato, a governadora é afastada. Mas, o parecer da Procuradoria vai depender da análise dos documentos, ponto a ponto. Estamos verificando a consistência”, explicou. Segundo Mercês, há ainda a possibilidade de o presidente encaminhar o pedido para a Comissão de Constituição e Justiça, que é o órgão que analisa esse tipo de processo.
 
CUIDADO
Além de atacar a governadora Rosalba Ciarlini, o documento pede o afastamento do vice-governador, Robinson Faria (PSD), e do secretário-chefe do Gabinete Civil do governo do Estado, Carlos Augusto Rosado (DEM). Para o deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade), apenas após o parecer da Procuradoria será possível haver um posicionamento sobre a matéria.
“Amanhã, o presidente deverá ler o pedido oficialmente em plenário. Depois de lido, encaminhará cópia para os deputados. Eu vou sentar para ler com muito cuidado, sabendo da responsabilidade que isso requer. Depois vou dar uma opinião mais embasada”, afirma o deputado.
 
EMBASAMENTO
O artigo 65 da Constituição Estadual é que normatiza o procedimento em relação à abertura de procedimento para apuração de crime de responsabilidade de governador e vice-governador. O procedimento se dá através da criação de uma Comissão Especial, formada por cinco deputados, cinco desembargadores, que formam um Tribunal Especial, comandado pelo presidente do Tribunal de Justiça – no caso, o desembargador Aderson Silvino.
Caso instalado, o governante é afastado do cargo pelo período que durar esse Tribunal Especial, com prazo máximo de 180 dias para apresentar um desfecho. Se, no decorrer desses 180 dias, não tiver chegado a uma conclusão, o governante volta ao cargo. No momento, a Assembleia Legislativa analisa o conteúdo do documento do Sindsaúde para saber se as alegações constantes do pedido são suficientes para a abertura do processo.
RESPONSABILIDADE
Segundo a Constituição do Rio Grande do Norte, são crimes de responsabilidade do governador os atos do governador do Estado que atentarem contra a probidade na administração, contra a lei orçamentária e contra o cumprimento das leis e das decisões judiciais.
Também se enquadram como crimes de responsabilidade os que atentarem contra o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário e do Ministério Público; contra a segurança interna do Estado; contra o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais; e contra a Constituição do Estado e a existência da União, do Estado ou dos Municípios.
 
CONSTITUIÇÃO ESTADUAL
Da Responsabilidade do Governador do Estado:
Art. 65. São crimes de responsabilidade do Governador os definidos em lei federal, que estabelece as normas de processo e julgamento.
§ 1º Admitida acusação contra o Governador do Estado, por dois terços (2/3) da Assembleia Legislativa, é ele submetido a julgamento perante o Superior Tribunal de Justiça, nos crimes comuns, ou perante tribunal especial, nos crimes de responsabilidade, e, quando conexos com aqueles, os Secretários de Estado.
§ 2º O Tribunal Especial a que se refere o parágrafo anterior se constitui de cinco (5) Deputados eleitos pela Assembleia e cinco (5) Desembargadores, sorteados pelo Presidente do Tribunal de Justiça, que o preside.
§ 3º O Governador fica suspenso de suas funções:
I – nas infrações penais comuns, se recebida a denúncia ou queixa-crime pelo Superior Tribunal de Justiça;
II – nos crimes de responsabilidade, após a instauração do processo pelo Tribunal Especial.
§ 4º Se, decorrido o prazo de cento e oitenta (180) dias, o julgamento não estiver concluído, cessa o afastamento do Governador, sem prejuízo do regular prosseguimento do processo.
 
 

sábado, 2 de novembro de 2013

Um acordo ou acordão? ...

Maurício Gurgel (vereador em Natal) critica ‘acordão’ articulado em Brasília para 2014
 
Maurício: “Políticos, empresários, trabalhadores devem se unir na busca de soluções”. Foto: DivulgaçãoO vereador Maurício Gurgel, do PHS, ao analisar o processo sucessório estadual alertou sobre a possibilidade de um “acordão” que segundo ele, está sendo articulado por líderes dos principais partidos com vistas às eleições de 2014. De acordo com o vereador, o eleitorado poderá reagir contrariamente e com indignação como aconteceu em eleições anteriores. “Isso poderá ser perigoso”, disse Maurício Gurgel, acrescentando que os acordos feitos nos gabinetes de Brasília sem ouvir as bases partidárias geralmente são repudiados pela população e têm efeito contrário.
Por entender ser cedo demais para definição de nomes para o Governo do Estado, o vereador Maurício Gurgel afirma que primeiramente os líderes partidários devem elaborar planos de governo para melhorar o Rio Grande do Norte, discutir os seus problemas, alternativas para resolvê-los e potencialidades a ser exploradas. “Políticos, empresários, trabalhadores devem se unir na busca de soluções para o Estado”, disse o vereador, lembrando que o seu partido, o PHS, buscará alianças no momento oportuno, tanto na chapa proporcional quanto na majoritária.[...]
 

Fernando Mineiro confirma acordo do PT com PMDB e a candidatura de Fátima para o Senado

Fernando Mineiro confirmou desistência de candidatura ao Governo do Estado. Foto: Divulgação
Deputado Fernando Mineiro
O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) confirmou nesta quinta-feira o acordo entre o PMDB e o PT para as eleições estaduais no Rio Grande do Norte, conforme noticiado com exclusividade no último sábado pelo colunista e editor de Política deste o Jornal de Hoje, Túlio Lemos. De acordo com Fernando Mineiro, o acordo assegura a candidatura da deputada federal Fátima Bezerra (PT) ao Senado, com o PMDB indicando o candidato ao governo.
O acordo foi costurado pela deputada Fátima Bezerra, segunda vice-presidente nacional do PT, com o presidente estadual do PMDB e presidente da Câmara dos Deputados, deputado federal Henrique Eduardo Alves. No último dia 21 de outubro, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, chancelou o entendimento com representantes do PT estadual, entre eles, Fátima, Mineiro, o presidente do diretório estadual, Eraldo Paiva, o vereador Hugo Manso e o candidato a presidente do PT, Olavo Ataíde.
“Na reunião, a deputada Fátima informou sobre as conversas desenvolvidas com dirigentes do PSD e do PMDB, em especial a conversa com o deputado Henrique Alves, presidente do PMDB-RN, ocorrida no dia 18 de outubro, onde foi colocada a nossa candidatura a Senado numa possível chapa com o PMDB. De acordo com o informe, o deputado Henrique havia se mostrado favorável a esta reivindicação”, afirma Mineiro, em nota distribuída ontem.
Segundo Mineiro, na oportunidade o presidente do diretório nacional do PT fez uma avaliação do cenário nacional, com destaque para as conversas travadas com os dirigentes nacionais do PMDB. “Em relação ao nosso Estado, fomos informados sobre os andamentos da aliança com o PMDB local, onde este partido indicará o candidato a governo conforme, inclusive, foi noticiado recentemente pela imprensa nacional”.
Segundo o petista, “as decisões apontam no sentido de se reproduzir no Rio Grande do Norte o mesmo arco de alianças que apoia a presidenta Dilma, cuja reeleição é nossa prioridade absoluta”.
 
CONDICIONANTE
Até então pré-candidato do PT a governador, o deputado Fernando Mineiro também afirmou, em sua nota, que, diante do acordo PMDB/PT, retira sua pré-candidatura. Contudo, para não ser mais pré-candidato, o petista impôs uma condicionante: que a candidatura do PT ao Senado Federal seja realmente efetivada. Caso contrário, deixa a entender, fica em aberta a possibilidade de o PT voltar atrás e lançar candidatura própria ao governo do Estado em 2014.
“Foi no contexto da garantia do PT ter a candidatura ao Senado que eu disse que não apresentaria meu nome como candidato a governo do Estado. Reafirmei a Rui Falcão o que já havia dito a ele em outra ocasião e que tenho afirmado publicamente: nossa prioridade na chapa majoritária é a candidatura ao Senado. Estando resolvido este assunto retiro o meu nome da disputa para o governo”, diz o petista.
O deputado Fernando Mineiro, que concorreu à Prefeitura de Natal em 2012, quase chegando ao segundo turno na reta final da campanha, reafirmou, entretanto, que só enfrentaria o desafio de disputar o governo se tivesse o apoio do partido a nível local e de suas lideranças – principalmente, caso contasse com o apoio nacional.
“Até porque já passei por experiência que não quero repetir. Além do mais, a decisão sobre formação da chapa majoritária estadual (governo/vice e senado) está condicionada às decisões nacionais”, observou.
Mineiro encerrou o comunicado afirmando que, em 2014, estará dedicado ao projeto de reeleição da presidente Dilma Rousseff. “Reafirmo que o nosso Estado precisa e merece que a disputa eleitoral de 2014 aconteça sob o signo do debate de propostas político-administrativas concretas e que, de fato, apontem para a retirada do Rio Grande do Norte do caos a que ele foi levado. Minhas melhores energias estarão direcionadas para cumprir meu modesto papel na disputa mais importante de 2014: a reeleição da presidenta Dilma”.
 
 

Isolamento: Executiva do PR se reúne e decide por rompimento com governo Rosalba Ciarlini

João Maia tinha antecipado: “Eu acho que o governo desperdiçou essa base política. Um governo muito fechado, desconfiado”. Foto: Divulgação
Deputado João Maia
O presidente do Diretório do Partido da República no Rio Grande do Norte, deputado federal João Maia, reuniu os membros da executiva do partido esta manhã para deliberar sobre o futuro da legenda. Na oportunidade, ficou definido que o PR irá romper com o governo Rosalba Ciarlini (DEM). Ficou acertado, ainda, que o rompimento será oficializado durante reunião do partido no próximo dia 22.
“A orientação do partido é pelo rompimento”, afirmou um dos integrantes da executiva que participaram da reunião de hoje, informando que a direção estadual da legenda divulgaria um comunicado oficial ainda hoje sobre a deliberação.
Em entrevista recente, o deputado João Maia aumentou o tom das críticas ao governo Rosalba, o que para muitos foi entendido como um sinal de que o rompimento estaria próximo.
Na oportunidade, ele criticou o isolamento do governo Rosalba Ciarlini e ponderou quanto a deixar a base estadual. “É muito cômodo você dizer que vai embora, já que todo mundo foi embora mesmo, ou seja, o governo conseguiu sair de uma base de apoio imensa para um isolamento político muito grande. O governo se autoisolou, não é o povo que isolou o governo”, justificou João Maia, acrescentando que “Rosalba pode reclamar de tudo, menos de falta de apoio político, que já teve”.
João Maia ressaltou também que, além do isolamento, o governo tem causado desagrado pela má gestão e por insistir na justificativa de crise econômica. Até porque, para ele, esse não é, de longe, o maior problema da gestão estadual. “Eu acho que o governo desperdiçou essa base política. Um governo muito fechado, desconfiado, não é que o governo não tenha problema financeiro, ele tem. Mas dos 10 maiores problemas que o governo tem, o financeiro é um dos últimos. Tem problema de desconfiança, de ser fechado, de gestão”, analisou.
João Maia tentou deixar claro na entrevista que a saída do PMDB do governo não foi o determinante para o eventual rompimento do PR. Ressaltou também que o PR não romperá, simplesmente, para se aliar aos peemedebistas. “O nosso grande desafio é que precisamos ter um projeto para o RN. Politicamente, a situação política do RN é de vaca desconhecer bezerro. Porque o PMDB é muito forte e ficamos todos nós esperando o que o PMDB vai decidir, já que todos reconhecem a força que o PMDB tem”, analisou.
Ele descartou a possibilidade do PR apoiar a reeleição de Rosalba. “Tem muita dificuldade de não reconhecer que vai mal, e sim de mudar. Se vai mal, e se ela vai ser candidata à reeleição, se nós não vamos com ela e acho que a tendência dos partidos é não ir, qual é nosso projeto? Nós temos substância e força para estar no projeto majoritário; agora eu sou de grupo. Precisamos conversar com nossos aliados e saber qual é a do grupo. Eu não quero decidir isoladamente”.
O PR mantém no governo a indicação do secretário de Turismo, Renato Fernandes, que deverá deixar a pasta. Quanto à secretária de Trabalho e Assistência Social, Shirley Targino, Maia disse que ela é da cota pessoal da governadora Rosalba Ciarlini. “Shirley é da cota pessoal da governadora, apesar de ser uma militante do PR, e eu sei que se o partido pedir, ela sai. Nós não pediremos”, comentou.
 
 

Papa ganha Lamborghini e decide leiloá-lo

O Papa Francisco foi presenteado nesta quarta-feira com um modelo especial da marca de automóveis de luxo Lamborghini, de cor branca, que ...